Buscar

Por que realizar exames de sangue com regularidade?




Você já se perguntou quais são os exames de sangue mais importantes? Essa é uma questão a se considerar, pois os exames de laboratório são fundamentais para diagnosticar inúmeras doenças, como diabetes, colesterol alto, anemia e alguns tipos de câncer.


Entretanto, caso você seja uma dessas pessoas que só procura ajuda médica quando fica doente, saiba que esse “mau” hábito precisa mudar urgentemente. Algumas doenças nem sempre apresentam sintomas, por isso, é essencial se consultar e fazer check-ups regularmente. Às vezes, uma visita rápida ao médico já basta para que algo de errado possa ser identificado.


Por isso, veja a seguir quais são os principais exames laboratoriais e quando fazê-los!


Hemograma

Primeiro da lista, esse exame serve para verificar a saúde geral do paciente. O hemograma reconhece enfermidades como anemia, infecções e inflamações por meio da contagem de 3 tipos de células:

  • plaqueta: responsáveis pela coagulação do sangue, indica se os níveis estão altos demais ou baixos demais — trombocitose e trombocitopenia, respectivamente;

  • hemácias: quantidade de glóbulos vermelhos no sangue;

  • leucócitos: células de defesa do organismo, números altos indicam possível infecção e níveis baixos mostram supressão do sistema imune.


Colesterol

Esse exame avalia os níveis de colesterol e triglicérides no sangue. O colesterol é um tipo de gordura produzida pelo fígado, responsável pela produção de hormônios e vitaminas.

O HDL, chamado de colesterol “bom”, protege os vasos do acúmulo de gordura e, por isso, deve estar sempre elevado. Por outro lado, o LDL e VLDL, tidos como o colesterol “ruim”, são prejudiciais à saúde se estiverem em níveis elevados. Seu excesso pode ocasionar doenças cardiovasculares e outros problemas.


Creatinina e ureia

Esses exames de sangue são complementares e analisam a função dos rins. Em geral, níveis altos de creatinina e ureia indicam que há algo de errado na capacidade de filtragem dos rins. Porém, vale destacar que esse exame depende muito da interpretação do médico antes de indicar qualquer falha da capacidade renal.


Glicemia

O exame de glicemia serve para indicar os níveis de glicose na corrente sanguínea. Por meio dele, é possível identificar e controlar a diabetes, por exemplo. Contudo, para que o resultado seja o mais fidedigno possível, é essencial que o paciente respeite as 8 horas mínimas de jejum antes de fazer a coleta sangue.

Geralmente, os resultados mostram os seguintes dados:

  • glicemia normal: abaixo de 100mg/dl;

  • pré-diabetes: entre 100mg/dl e 125mg/dl;

  • diabetes: acima de 125mg/dl.


Transaminases

Também chamado de ALT e AST ou TGP e TGO, são exames realizados para verificar o estado do fígado. Níveis altos podem indicar células hepáticas. Contudo, se o TGO também estiver elevado, pode significar lesão cardíaca, pois suas células se encontram tanto nos músculos quanto no coração. As principais doenças ligadas aos níveis altos de TGP e TGO são:

  • cirrose;

  • hepatites virais e autoimunes;

  • esteato-hepatite;

  • lesão do fígado decorrente o consumo excessivo de drogas, medicamentos e álcool;

  • isquemia do fígado;

  • câncer do fígado;

  • Doença de Wilson;

  • hemocromatose.


TSH e T4 livre

Exame responsável por verificar a tireoide, órgão responsável pela produção hormonal. Quando seus funcionamento não ocorre normalmente, pode representar hipotireoidismo — níveis altos de TSH, acima de 10 mU/L, e baixos níveis de T4 livre — ou hipertireoidismo — níveis baixos de TSH e níveis altos de T4 livre.


Esses são os principais exames de sangue realizados nos check-ups de rotina. Como dissemos inicialmente, eles são fundamentais para identificar qualquer irregularidade no funcionamento do organismo. Por isso, lembre-se de consultar seu médico regularmente.


Gostou deste conteúdo? Então, veja a lista de check-ups que o CLAB preparou para cada momento específico da sua vida!


1 visualização0 comentário